segunda-feira, 20 de outubro de 2014

#Release - Como Evitar Os Pelos Encravados?

Uma das principais queixas após a depilação é quando os pelos começam a nascer novamente e começam a ficar encravados na pele, é o famoso pelo encravado, que deixa muitas mulheres irritadas e ansiosas para retirá-los. Muitas pessoas não conseguem resistir e acabam “cutucando” demais o pelo encravado, o que acaba machucando e causando infecções e lesões maiores na pele.

O pelo encravado aparece pela dificuldade que o pelo tem de atravessar todas as camadas da pele, o
que faz com que ele retorne, curvando-se para dentro da pele.
 
As causas para o aparecimento dos pelos encravados são várias, mas podemos destacar algumas: tendência natural do pelo de curvar-se, já que é fisiologicamente curvado e não reto; a pele muito espessa, mais grossa, o que dificulta a saída do pelo; uma pele desidratada, por estar menos saudável ou até uma depilação realizada de forma errada, sem a técnica correta.

Mesmo algumas peles tendo mais tendência ao aparecimento do pelo encravado, alguns cuidados
podem diminuir a incidência desse problema ou até mesmo evitar por completo, confira:
 
Realize esfoliação da pele com um Esfoliante apropriado. A esfoliação promove renovação da pele e
com isso não deixa a pele tão espessa, facilitando a saída do pelo. Hidrate sua pele com frequência. Uma pele hidratada é mais saudável, a hidratação auxilia na renovação da pele, evita o ressecamento e facilita a remoção do pelo. Evite usar roupas justas após a depilação, deixe a pele mais à vontade para respirar. Evite aplicar óleo ou creme após a depilação, essas substâncias podem bloquear os poros e não deixam a pele respirar.

E quando o pelo encravado já está instalado, o que fazer? A recomendação é para que não se mexa
em pelo encravado, a não ser que esteja muito fácil de retirá-lo, mas deve-se ter cuidado com a higiene para não infeccionar o local. Pelos encravados mais profundos que já estão provocando vermelhidão, dor e inchaço no local o mais indicado é procurar orientação médica, o médico tem recursos mais apropriados para o tratamento.
 
FONTE: LETÍCIA DE LIME FERREIRA - BELA BRASIL DEPIL
               www.belabrasildepil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário