terça-feira, 21 de maio de 2019

#Turistando - Conhecendo Curitiba / PR

Oi gente, tudo bem?😊

Vocês lembram que no início do ano eu viajei para Curitiba / PR ? Já fiz alguns posts aqui no Blog sobre restaurantes e lojas que visitei na cidade, mas ficou faltando eu mostrar alguns pontos turísticos que conheci. Demorei para fazer este post, pois tirei muuuuuuuitas fotos e foi difícil selecionar apenas algumas... 😂

Minha primeira parada foi em um local próximo ao hotel em que me hospedei, o Passeio Público de Curitiba: 


O Passeio Público é o parque municipal mais antigo de Curitiba, foi inaugurado em 1886 e foi o primeiro zoológico da cidade. Os portões do Passeio são históricos e inspirados no portão do Cemitério de Cães de Paris. 
Atualmente, o Passeio funciona como sede do Departamento de Proteção e Conservação da Fauna e abriga pequenos animais que permaneceram quando o zoológico foi transferido para o Parque Iguaçu, em 1982. 
No parque é possível ver muitas aves, tartarugas e peixes, todos muito lindos e super bem tratados. 


Eu queria mexer em todos os bichinhos hahaha 💖

Memorial Árabe de Curitiba: 

Próximo ao Passeio Público encontrei o Memorial Árabe, que foi construído em 1996 em homenagem à cultura do Oriente Médio. 
Em formato de cubo, o Memorial está localizado sobre um espelho d'água. A construção possui arquitetura marcante, me encantei com estes vitrais. 


No memorial, funciona o Farol do Saber Gibran Khalil Gibran, que oferece biblioteca pública e espaço para leituras. 


Visitei também o Mercado Municipal de Curitiba, mas acabei não tirando fotos do local, pois no dia em que eu fui estava bastante movimentado e fiquei enlouquecida com tantas banquinhas e lojas... 😂
O Mercado Municipal é o endereço mais tradicional para compras na cidade e lá encontramos de tudo um pouco... produtos típicos da região, além de queijos, vinhos, ervas e temperos, pescados, produtos da culinária árabe, japonesa, e por aí vai... 
Eu comprei muita coisa bacana e diferente por lá! 


No andar superior tem uma enorme praça da alimentação, com muitas opções de bares e restaurantes. Foi um pouquinho difícil escolher o local para almoçar, pois fiquei com vontade de experimentar os pratos de diversos restaurantes, mas acabei optando pelo Box Curitiba e degustei um delicioso Risoto de Funghi. Estava DIVINO e só de lembrar fiquei com água na boca!! 


Jardim Botânico de Curitiba: 

Um dos principais pontos turísticos da cidade, foi inaugurado em 1991 e possui uma área total de 278 mil metros quadrados, incluindo o bosque com mata atlântica preservada.  

No local à uma estufa (que estava fechada no dia em que visitei o parque) com diversos exemplares de plantas do Brasil e de outros países. 



Há ainda o Jardim das Sensações, onde é possível sentir com as mãos a textura, forma e tamanhos das plantas, ouvir o som da cascata, sentir o perfume das flores. Tudo isso pode ser feito de olhos fechados. É uma experiência muito legal!! 


Parque Tanguá: 

O Parque Tanguá é considerado um dos mais lindos da cidade. Inaugurado em 1996, foi construído onde existiam duas pedreiras, atualmente desativadas. Possui dois lagos e um túnel artificial que pode ser visitado de barco ou a pé (infelizmente no dia em que fui ao parque, o túnel estava desativado). 




Realmente é um parque muito lindo! 

Ópera de Arame: 

Foi inaugurada em 1992 e é uma das maiores atrações da cidade, tanto que no dia em que visitei, estava bem movimentado. Para ter acesso ao local é necessário pagar um ingresso no valor de R$ 10,00 mas já adianto que vale à pena!! 

Com estrutura tubular e teto transparente, acolhe todo o tipo de espetáculo, do popular ao clássico. Tem capacidade para 1.572 espectadores. 

Um palco flutuante no lago do teatro recebe música instrumental ao vivo durante o dia, e no dia em que estive lá pude apreciar a boa música.  
A Ópera de Arame faz parte do Parque das Pedreiras juntamente com o Espaço Cultural Paulo Leminski , cenário de grandes eventos. 
Um lugar incrível, vale à pena conhecer!! 

Museu Ferroviário de Curitiba: 

O museu fica no local onde funcionava a Estação Ferroviária de Curitiba (1890 a 1985) e a entrada do museu é pelo Shopping Estação. Não consegui tirar muitas fotos do local, pois já estava quase sem bateria😒 
Esta locomotiva da foto abaixo é do início do século XX 

No museu é possível encontrar peças históricas e tudo foi feito para tentar recriar o ambiente da estação que um dia funcionou ali. 
E o melhor... a entrada é GRATUITA!! 

Parque Barigui: 

Confesso que fui conhecer o parque só por causa das capivaras (sou apaixonada por estes bichinhos)💖 Mas me surpreendi com a beleza do parque e conservação. O parque é enoooorme e não consegui caminhar por toda a extensão dele, pois não estava com a roupa adequada. Há muitas opções de lazer, é possível praticar esportes, fazer um churrasco ou um pique-nique, visitar o Museu do Automóvel (para acessar o museu é necessário pagar um ingresso).

E eu consegui ver as famosas capivaras, cheguei bem pertinho delas (eu quase entrei no rio hahah) e elas ficaram super tranquilas. Tinha até filhotinho... Muito fofos!!  

Parque Tingui: 

Inaugurado em 1994, às margens do Rio Barigui. Possui lagos, pontes de madeira cobertas, parque infantil, ciclovia e uma enorme área verde. O Memorial Ucraniano (foto) é uma das principais atrações do parque. 

O nome do parque é uma homenagem aos índios tinguis que habitavam a região. 


Bosque Alemão: 

Inaugurado em 1996, o Bosque Alemão ou Memorial da Imigração Alemã surgiu como forma de homenagear a etnia européia. Ao longo da área do parque é possível contemplar o Oratório Bach, a Torre dos Filósofos, Trilha João e Maria e o Frontão da Casa Mila (foto) - edificação construída no início do século XX. Do clássico exemplar da arquitetura germânica, restou apenas a varanda, que se encontra em uma das entradas do parque. 

Museu Oscar Niemeyer:

Visitei a parte externa do famoso Museu (também conhecido como Museu do Olho ou MON) que foi inaugurado em 2002. Para visitar as exposições o visitante paga um ingresso de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). 

Mesquita Imam Ali Ibn Abi Talib: 

A Mesquita foi inaugurada em 1972 e surgiu da necessidade da comunidade árabe na capital paranaense em ter um espaço sagrado para as orações. Com uma cúpula central ladeada por dois minaretes (torres) e orientadas em direção à cidade sagrada de Meca. 
A Mesquita é aberta ao público aos domingos das 10h às 13:30. O uso do véu para mulheres é obrigatório (a Mesquita disponibiliza a peça) e deve-se entrar sem os calçados. 


Cavalo Babão - Largo da Ordem: 

O Cavalo Babão é uma famosa escultura que solta água pela boca e fica localizada no Largo da Ordem. É uma homenagem aos tropeiros que saiam do interior rumo a Curitiba no século XX e deixavam seus cavalos atrelados no centro da cidade. 

Estive no Largo da Ordem no domingo e não caminhei muito por lá... Fui apenas na feirinha, que já é um baita passeio pois tem mais de 1.200 barracas. Na feirinha tem TUDO o que você imagina... desde artesanatos, até antiguidades. Eu fiquei enlouquecida com tanta coisa legal e se tive que me conter para comprar pouquinhas coisas. Vale super à pena conhecer! 

Museu de Arte UFPR: 

Em minha última manhã em Curitiba, antes de ir embora resolvi passear pelas redondezas do hotel e me deparei com esse belíssimo prédio da UFPR (Universidade Federal do Paraná), onde há um Museu com exposição de diversos artistas. 
Não só o Museu, mas todo o prédio da Universidade são muito bem conservados, organizados e limpos. É uma visita que vale à pena fazer!! 


Os vitrais do prédio são lindíssimos, me encantei com a beleza de cada um!

Eu amei conhecer Curitiba, mas só conheci os principais pontos turísticos e fiquei com vontade de visitar outros lugares. Espero voltar em breve nesta bela cidade. 
Curitiba além de bonita, é uma cidade limpa, organizada e com muitas opções de lazer! Se você ainda não conhece, vale à pena planejar uma viagem até lá!! 

Espero que tenham gostado do post (que ficou um pouco extenso) e logo logo eu volto com novidades!! 

Beijos💋💋

Nenhum comentário:

Postar um comentário